Todos os detalhes do Resort Iberostar Bahia

O Iberostar Bahia é um resort que funciona no regime All Inclusive e fica localizado no litoral norte baiano, a cerca de 80 km de Salvador. O enorme hotel conta com uma estrutura completa para você não querer sair mais de lá. A saber: são seis restaurantes, (dos quais 4 temáticos que exigem reserva prévia para o jantar), seis bares (incluindo um bar molhado na piscina principal),  3 piscinas (embora uma seja reservada para a área vip StarPrestige), um enorme teatro, uma boate, um SPA, academia e quadras poliesportivas. Além disso, são 632 suítes, com valores de diárias que variam de R$ 500,00 a R$ 1000,00 aproximadamente (dependendo do tipo de quarto e da época do ano).

Resort Iberostar Bahia
Resort Iberostar Bahia – Mata de São João, BA

A excelente experiência com o hotel começa assim que você chega. É impossível não se impressionar com a beleza e grandiosidade do lobby. Além disso, caso chegue antes do horário para acessar os quartos, já é possível utilizar a estrutura do resort (incluindo restaurantes e bares). Dessa forma, uma dica é chegar bem cedo no dia de sua entrada e aproveitar ainda mais o que este hotel tem a oferecer. 

Para quem tem crianças, existe uma equipe especializada em tomar contas dos pequeninos enquanto você curte sem preocupação. Da mesma forma, existe uma equipe inteira especializada na animação para os adultos. Sempre tem alguma atividade na piscina principal e nas diversas quadras.

Restaurantes do Iberostar Bahia

Em resumo, são seis restaurantes completos e que oferecem uma grande variedade de pratos e refeições. Com certeza as opções gastronômicas do resort irão atender a todos os gostos. Além disso, alguns restaurantes funcionam apenas para o jantar e necessitam de reserva prévia. Ademais, a quantidade de reservas que você poderá fazer é realtiva a quantidade de noites que você ficará hospedado. Vamos conhecer cada um deles nos próximos tópicos.

Restaurante Meu Rei

É o principal restaurante do Iberostar Bahia. Aqui as refeições acontecem no regime de buffet self service, com variadas opções da culinária brasileira e internacional. É aqui que é servido o café da manhã, o almoço e o jantar todos os dias. A saber, o café da manhã é servido das 07 h às 11 h, o almoço acontece das 13 h às 15 h e o jantar das 18:30 h às 22 h. 

Restaurante meu rei
Restaurante Meu Rei – Iberostar Bahia

Restaurante Coqueiros

Esse restaurante funciona como Buffet durante o almoço e como a la carte especializado em carnes no jantar. O almoço é servido das 12 h às 15 h, ao passo que para o jantar é necessária reserva prévia e os horários se iniciam a partir das 18:30 h.

Restaurante Mare Nostrum

Esse restaurante é especializado na culinária mediterrânea e abre apenas para o jantar e para lanches na madrugada. O jantar é servido a la carte e é necessária reserva prévia. Ademais, as resrevas iniciam-se a partir das 18:30 h e os lanches na madruga são servidos até as 05 h. 

Restaurante Sakura

Especializado em culinária japonesa, esse também é um restaurante que exige reserva e só abre para o jantar. A saber, os horários para o jantar iniciam-se a partir das 18:30 h.

Restaurante El Colonial

Mais elegante dos restaurantes do resort, o El Colonial é especializado na culinária francesa e também só abre para o jantar. Além disso, é necessária reserva prévia, com os horários novamente começando às 18:30 h.

Restaurante (snack bar) La Palma

Esse funciona como uma lanchonete localizada ao lado da piscina principal do resort e fica aberto durante todo o dia. Assim sendo, por lá é possível encontrar diversos lanches como cachorro quente, pizza, sanduíche e batata frita.

Bares do Iberostar Bahia

Contando com os bares da piscina tranquila e com o bar paralelo da piscina principal, ao todo existem seis bares distribuídos no hotel. São eles: bar Abaeté (no lobby), bar Itapuã (no teatro), bar Ballada (na boate), La Perla Aqua Bar (bar molhado na piscina princial), e os dois bares citados nas piscinas que não tem nome. Ademais, o bar Abaeté é o único que funciona 24 h por dia.

bar Abaeté
Bar Abaeté – Iberostar Bahia

Piscinas do Iberostar Bahia

Ao todo existem três grandes piscinas no resort: uma agitada (piscina principal), uma piscina tranquila e uma terceira exclusiva para a área vip StarPrestige

Na piscina principal fica o bar molhado La Perla, que funciona das 10 h às 18 h servindo uma infinidade de drinks. É lá que ocorrem as brincadeiras com a equipe de animação (“animação é muito bom! Uah uah!”), que podem render brindes aos participantes. Além disso, na lateral dessa piscina existe um outro bar “não molhado”. 

piscina agitada Iberostar Bahia
Piscina “agitada” – Iberostar Bahia

A piscina tranquila é recomendável para quem busca tranquilidade e descanso. Aqui não existe música alta nem ocorrem brincadeiras, apesar de existir um bar que atende às pessoas que escolherem esse ambiente mais calmo.

StarPrestige

Para finalizarmos, vale ressaltar que existe uma opção de curtir o Iberostar de uma maneira ainda mais exclusiva. Trata-se da área vip do resort (chamada de StarPrestige), na qual são servidas drinks com bebidas superiores. Além disso, conta com uma área exclusiva com piscina e estrutura isolada do restante das instalações. O preço para ter mais este acesso é de R$ 140,00 no valor da diária e é contratado no momento do check-in.

Contato

Gostou dessas dicas do resort Iberostar Bahia? Caso tenha qualquer dúvida ou se necessitar de mais informações é só deixar um comentário abaixo, terei o maior prazer em respondê-lo. Se preferir, pode entrar em contato comigo CLICANDO AQUI ou então é só enviar um e-mail para contato@wellsnaestrada.com.br.

Já me segue nas redes sociais?

Para acessar minha página do Instagram CLIQUE AQUI, ou então procure por @wellsnaestrada.

Para acessar minha página do Facebook CLIQUE AQUI, ou então procure por Wellsnaestrada.

Nossa loja de imagens

Para acessar nossa loja de fotos basta CLICAR AQUI, lá você encontrará várias opções de imagens para download ou para adquirir impressa, legal né?

Melhor forma de conhecer Diamantina e seus encantos

Inegavelmente quando falamos em história e cidades históricas as de Minas Gerais vêm primeiro em nossa mente. Decerto Diamantina é uma dessas cidades maravilhosas que encontramos naquele estado e que, além de ter uma presença cultural muito forte, possui belezas naturais com cachoeiras que surpreendem.

casa da gloria
Casa da Glória – Diamantina, MG

Curiosidades e história

A cidade tem aproximadamente 48 mil habitantes e fica localizada na região do Jequitinhonha, a 295 km ao norte da capital, Belo Horizonte. Embora tenha sido fundada com o nome de Arraial do Tejuco, teve um rápido desenvolvimento durante a descoberta de jazidas de diamante na região e abrigou a maior lavra do mundo ocidental na época. 

A cidade tem uma herança histórica muito rica, tendo sido aqui que viveram os famosos personagens históricos Chica da Silva e Juscelino Kubitscheck, enquanto este ultimo viria a se tornar o presidente do Brasil entre os anos de 1956 e 1961. Hoje, as casas em que viveram funcionam como museus e são abertos para visitação, falaremos sobre cada um deles em tópicos abaixo.

O Centro Histórico de Diamantina

Primeiramente tenho que dizer que o centro histórico de Diamantina é belíssimo e preserva um estilo arquitetônico colonial em seus casarões e sobrados. Quem chega pela Rua da Glória já é recebido pelo famoso passadiço da Casa da Glória, cartão postal da cidade.  Além disso, as ruas de pedra são um charme a parte e é fácil perder a noção do tempo passeando por elas. Ademais, no coração de toda esta beleza encontra-se a Catedral Metropolitana de Diamantina, que é sede da Arquidiocese local e é dedicada a Santo Antônio.

Catedral Metropolitana de Diamantina
Catedral Metropolitana – Diamantina, MG

Ao lado da Catedral fica o famoso Beco da Tecla, repleto de lojinhas de artesanatos  e alguns restaurantes, e a Rua da Quitanda e o Beco do Mota que são os locais onde a galera certamente se reúne no final de tarde para um happy hour

Pertinho da Catedral, descendo-se o Beco da Tecla, encontramos o Mercado Municipal da cidade. Este prédio, que data de 1835 e que a princípio funcionava como rancho dos tropeiros, atualmente serve como mercado de artesanatos e como feira de alimentos. É aqui que você irá encontrar aquelas famosas lembrancinhas de viagem, no entanto os artesanatos são vendidos apenas nos finais de semana.

Ademais, dentre os museus da cidade, os mais famosos são as casas de JK e de Chica da Silva.

Casa de Chica da Silva

Chica da Silva foi uma escrava alforriada que alcançou uma posição de destaque na sociedade diamantinense durante o auge da exploração de diamantes na região. Ela conseguiu este feito em virtude de um rico contratador de diamantes de nome João Fernandes de Oliveira ter-se apaixonado por ela. Além disso, a vida da moça já foi tema de diversa novelas e séries de TV.

Atualmente a casa em que ela viveu, a saber presente do seu rico apaixonado, funciona como um museu e é aberta a visitação. O prédio é enorme e seus cômodos são bastante espaçosos e bem decorados, de fato uma verdadeira mansão para a época. Além disso, possui um jardim enorme nos fundos e os horários de visitação são de terça a sábado das 12h às 17:30 h e aos domingos de 09 h às 12 h e a entrada é franca.

Casa de Chica da Silva
Casa de Chica da Silva – Diamantina, MG

Casa de Juscelino Kubitscheck

Semelhantemente, a casa em que nasceu e viveu o ex-presidente brasileiro Juscelino Kubitscheck pode ser visitada mediante o pagamento de uma taxa de R$ 10,00 por pessoa. O passeio é autoexplicativo, existindo diversos painéis nas paredes que contam a história do ex-presidente e sua família. Além disso, você ganha um livrinho contendo todas as informações necessárias para entender a vida de Juscelino.

Ademais, lá você encontra o quarto em que ele passava diversas horas estudando para realizar o sonho de se tornar médico e também seu primeiro consultório, onde ele atendia seus pacientes. Destaque também para a cozinha da casa, onde encontramos um quadro com a receita do “Xico Angu”, prato preferido do presidente e que era feito por sua mãe.

Cachoeiras de Diamantina

Como toda boa cidade do interior mineiro, Diamantina possui cachoeiras que podem certamente serem visitadas para banho. Elas ficam localizadas no parque estadual do Biribiri, onde encontra-se também a vila do Biribiri. Inegavelmente as principais e mais famosas são a cachoeira do Sentinela e a cachoeira dos Cristais. Existe também a cachoeira da Toca, que não é muito visitada, mas que é igualmente bela. Falaremos sobre cada uma delas nos parágrafos a seguir.

Cachoeira do Sentinela

É a primeira cachoeira que irá encontrar ao entrar no parque do Biribiri. Fica a cerca de 10 km do centro da cidade e seu acesso é feito de forma surpreendentemente tranquila por carro, não sendo necessário guia.  

Cachoeira do Sentinel Diamantina
Cachoeira do Sentinela – Diamantina, MG

Apesar de ser pequena, ela é muito bela e bem tranquila para banho. São dois poços, a saber, um na parte inferior e outro na parte superior da cachoeira. Contudo, é possível acessar a parte de cima sem dificuldades através de uma pequena trilha e de lá de cima tem-se uma vista maravilhosa de parte do parque.

Cachoeira dos Cristais

Fica localizada a 16 km do centro da cidade e a 06 km da cachoeira do Sentinela. A saber, para chegar até lá basta seguir a estrada que deu acesso à primeira cachoeira. Do estacionamento até o poço há uma trilha um pouco maior mas sem dificuldades de acesso. Ademais, a beleza do local é sensacional e os poços são maiores que os da Sentinela, motivo que a faz ser bem mais movimentada.

Cachoeira dos Cristais Diamantina
Cachoeira dos Cristais – Diamantina, MG

Cachoeira da Toca

A terceira cachoeira de Diamantina fica localizada a cerca de 5 km do centro da cidade e, apesar de não ser tão famosa quanto as outras duas, é igualmente bela. É a cachoeira da Toca, que em suma possui uma queda d’água de 15 metros e é muito frequentada pelos moradores de um bairro próximo (bairro Cazuza, que é um bairro humilde). Devido a essa proximidade da cidade, é muito cheia e movimentada e se você busca sossego e tranquilidade não é um lugar recomendável.

Vila do Biribiri

A cerca de 03 km após a cachoeira dos Cristais encontramos a vila do Biribiri, uma pequena comunidade que é remanescente do final do século 19, quando ali existia uma industria têxtil. Após o fechamento da fábrica, a vila foi abandonada, entretanto ficaram no local algumas poucas famílias que resistem em sair e residem lá até hoje. Por outro lado, as demais casas são atualmente utilizadas como de veraneio pelos moradores de Diamantina durante os finais de semana. 

O local é muito belo e tranquilo, repleto de árvores e um amplo gramado verdinho. Além disso, ao fundo temos a serra do Espinhaço que completa o visual.

vila do Biribiri
Vila do Biribiri – Diamantina, MG

Por lá existem dois restaurantes que servem uma comida tradicionalmente mineira, com fogão a lenha e tudo o mais (inclusive aceitando cartões de crédito). A dica então é tirar um dia inteiro para conhecer as cachoeiras, almoçar na vila e aproveitar para conhecê-la, tenho certeza que irá curtir o visual do local.

Noite em Diamantina

Em Diamantina os lugares para encontrar um movimento a noite é a rua da Quitanda e o Beco do Mota. Os bares e restaurantes ocupam os sobrados coloniais e as mesas são dispostas no meio da rua, na qual não passa nenhum veículo. O ambiente é bem legal e a atmosfera fica bem agradável com todo mundo se divertindo, tomando aquela boa crveja gelada e apreciando um delicioso tira gosto. Ademais, vale a pena conferir os bares A Baiúca (deliciosa bata frita com queijo e bacon), Esquina Real (pastéis maravilhosos) e o Restaurante Caipirão (deliciosa comida mineira tradicional).

Rua da Quitanda Diamantina
Rua da Quitanda a noite – Diamantina, MG

Contato

Gostou dessas dicas de Diamantina? Caso tenha qualquer dúvida ou se necessitar de mais informações é só deixar um comentário abaixo, terei o maior prazer em respondê-lo. Se preferir, pode entrar em contato comigo CLICANDO AQUI ou então é só enviar um e-mail para contato@wellsnaestrada.com.br.

Já me segue nas redes sociais?

Para acessar minha página do Instagram CLIQUE AQUI, ou então procure por @wellsnaestrada.

Para acessar minha página do Facebook CLIQUE AQUI, ou então procure por Wellsnaestrada.

Nossa loja de imagens

Para acessar nossa loja de fotos basta CLICAR AQUI, lá você encontrará várias opções de imagens para download ou para adquirir impressa, legal né?

Como conhecer os belíssimos Lençóis Maranhenses

A cerca de 250 km de São Luis, está localizado o povoado de Barreirinhas que abriga o parque nacional dos Lençóis Maranhenses. Certamente quem visita o local entende o motivo de ser um dos mais procurados destino turísticos do Brasil. Os cenários formados por enormes dunas de areia branquinha e lagoas com águas azuis e transparentes é inegavelmente encantador. 

lanais maranhenses
Lençóis Maranhenses – Barreirinhas, MA

Embora fique muito longe da capital, a viagem de bate e volta compensa pela beleza exuberante do lugar. Mas caso prefira, é possível ficar hospedado em Barreirinhas e curtir mais do que o parque nacional tem a oferecer. Aliás, existem certos passeios que só são possíveis de serem feitos por quem está hospedado por lá, como curtir o pôr do sol nas dunas.

Melhor época para visitação

Um aviso importante: não é durante todo o ano que as lagoas ficam cheias! Assim, durante o período de seca elas ficam vazias. Portanto, ainda que o parque seja belíssimo também na seca, o ideal é visitar entre os meses de julho e setembro que é o período após as chuvas ocorridas no primeiro semestre.

Chegando aos Lençóis Maranhenses

O acesso às dunas somente é possível por veículos 4×4 e com um guia credenciado, que nos levam até um ponto de apoio aos pés do primeiro paredão de areia. Primeiramente, para entramos nos Lençóis Maranhenses propriamente ditos é necessário escalar essa primeira duna que tem cerca de 40 metros de altura. Entretanto, todo o esforço é recompensado com uma primeira visão do paraíso que é o local. A partir daí iniciamos uma caminhada de aproximadamente uma hora para conhecer as lagoas de água doce e que proporcionam um banho maravilhoso em suas águas quentinhas.

ponto de apoio lençóis maranhenses
Ponto de apoio aos pés das dunas – Barreirinhas, MA

Existem diversos roteiros pelo parque, sendo possível até mesmo atravessá-lo caminhando (um percurso que leva cerca de 3 a 5 dias para ser concluído). Dentre os passeios de um dia, os mais famosos são os circuitos da Lagoa Azul, da Lagoa Bonita e da Lagoa da Esmeralda, contudo o primeiro é o mais famoso e mais procurado. Foi este que fiz em um bate e volta de São Luis e valeu cada km percorrido. O passeio saindo da capital maranhense custa em média R$ 150,00 por pessoa.

Ver os Lençóis Maranhenses por cima

Outra opção para se conhecer melhor a grandeza do parque é através de um sobrevoo do local. O preço médio é de R$ 300,00 por pessoa para um passeio de aproximadamente meia hora em um avião monomotor.

Para quem escolhe ficar hospedado em Barreirinhas para aproveitar melhor o parque e fazer os passeios mais longos, incluindo vislumbrar o pôr do sol nas dunas, existem diversas agencias de turismo no povoado que irão te atender com pacotes e preços especiais.

lagoa colorida lençóis maranhenses
Beleza das lagoas dos Lençóis Maranhenses – Barreirinhas, MA

Por fim, vale ressaltar que há outro acesso ao parque pela cidade de Santo Amaro do Maranhão, que fica a cerca de 240 km de São Luis. Porém, o acesso mais famoso é feito por Barreirinhas.

Contato

Gostou dessas dicas de passeio para os Lençóis Maranhenses? Caso tenha qualquer dúvida ou se necessitar de mais informações é só deixar um comentário abaixo, terei o maior prazer em respondê-lo. Se preferir, pode entrar em contato comigo CLICANDO AQUI ou então é só enviar um e-mail para contato@wellsnaestrada.com.br.

Já me segue nas redes sociais?

Para acessar minha página do Instagram CLIQUE AQUI, ou então procure por @wellsnaestrada.

Para acessar minha página do Facebook CLIQUE AQUI, ou então procure por Wellsnaestrada.

Nossa loja de imagens

Para acessar nossa loja de fotos basta CLICAR AQUI, lá você encontrará várias opções de imagens para download ou para adquirir impressa, legal né?

São Luis, como conhecer a capital maranhense

Centro Histórico Maranhão
Centro histórico – São Luis, MA

São Luis do Maranhão é a única cidade brasileira fundada por franceses, tendo sido criada em 1612. Contudo, após sua fundação, foi invadida pelos holandeses e finalmente colonizada pelos portugueses. 

Com uma população de mais de 1.1 milhão de habitantes, tem um forte setor industrial e conta com um dos mais importantes portos do Brasil, que, além disso, é o segundo mais profundo do mundo.

Assim como as demais capitais do nordeste brasileiro, São Luis do Maranhão detém uma riqueza histórica enorme e uma belíssima arquitetura, além de diversas praias fantásticas. Seu povo é bastante receptivo e hospitaleiro, estando os são-luisenses sempre dispostos  a ajudar os turistas.

Principais pontos turísticos de São Luis

A cidade e suas redondezas são repletas de atrações para os visitantes. Seja para quem gosta de história, praias ou de uma noite agitada, São Luis vai inegavelmente te surpreender. 

O centro histórico é tombado pela Unesco e é repleto de casarões coloniais do século 18, certamente leva quem o conhece a uma viagem no passado. Embora atualmente funcionando como lojas de roupas e artesanatos, restaurantes ou museus e espaços culturais, eles têm suas fachadas de azulejos portugueses preservadas. Vale ressaltar que muitos estão em um estado de conservação não muito bom. 

Centro de São Luis
Lojas no centro histórico – São Luis, MA

Além disso, a capital maranhense preserva uma rica herança cultural, com o bumba-meu-boi e o reggae, que é o ritmo preferido dos nativos. Ademais, o gosto por esse estilo musical é tão marcante que São Luis é conhecida como a Jamaica brasileira.

Sobre as praias, as mais famosas são as do Calhau, Araçagi, a de São Marcos e a de Ponta d’areia, esta ultima, apesar de ser imprópria para banho, tem um pôr do sol espetacular. A saber, ainda, é possível fazer um bate e volta de São Luis até os famosos Lençóis Maranhenses, passeio imperdível para quem conhece o estado. Falaremos sobre as principais praias e passeios de São Luis e região nos tópicos a seguir.

Como já dissemos, o ritmo predominante na cidade é o reggae, sendo dominante nos bares e pubs. Desse modo, a vida noturna é bastante agitada principalmente na Lagoa da Jansen, onde estão os melhores estabelecimentos.

Principais praias de São Luis e redondezas

Seja nas praias urbanas ou nas mais afastadas, que ficam até mesmo em outros municípios, por certo você encontrará bons momentos de lazer na capital maranhense. Falaremos sobre as principais praias da região nos parágrafos a seguir.

Praia do Calhau

É a mais procurada de São Luis, cobrindo toda a avenida litorânea. Dessa forma, é repleta de bares e restaurantes, que são arquiteturalmente padronizados, e ficam cheios aos finais de semana. Além disso, a praia tem um calçadão que é muito utilizado pelos residentes para a prática de atividades físicas. 

Praia de Araçagi

Considerada um refúgio da cidade devido a sua grande extensão e tranquilidade, Araçagi fica no município de São José de Ribamar, a cerca de 19 km de São Luis. Sem dúvida suas águas tranquilas e calmas atraem muitos turistas. As dunas e as barracas com telhados de palha marcam a beleza do local. Por fim, lá é possível estacionar o carro dentro da areia.

Praia de São Marcos

Uma ótima opção para quem quer ficar na cidade de São Luis, a praia de São Marcos conta com uma excelente estrutura para o turista, com os bares e restaurantes na areia. Além disso, a paisagem chama atenção por lá estarem localizadas as ruínas do forte de São Marcos e pelas dunas de areia com vegetação rasteira. A praia é ainda muito frequentada por surfistas.

Praia de Ponta d’areia

É a praia mais próxima do centro da cidade. Apesar de não ser recomendável para banho, é muito movimentada e repleta de banhistas. O destaque aqui fica por conta do pôr do sol espetacular, certamente vale muito a pena conferir.

Lençóis Maranhenses

Apesar de ficar em um povoado bastante distante de São Luis, (povoado de Barreirinhas, a 250 km da capital), o passeio de bate e volta para conhecer os lendários Lençóis Maranhenses é extremamente recomendável. Afinal, eles são o cartão postal do estado do Maranhão, formando um parque imenso repleto de dunas e lagoas lindíssimas. Preparei um texto exclusivo para este passeio, CLIQUE AQUI para acessá-lo.

Lençóis Maranhenses
Lençóis Maranhenses – Barreirinhas, MA

Vida Noturna

Por fim, como já dissemos acima, a vida noturna em São Luis é repleta de agito e bares que ficam abertos até o dia amanhecer. Ao som de um bom reggae, os melhores ficam localizados no entorno da Lagoa da Jansen, e estão sempre cheios. Ademais, os pubs mais famosos da capital maranhense são o Roots Bar, Bar do Nelson e o Chama Maré.

Contato

Gostou dessas dicas de São Luis do Maranhão? Caso tenha qualquer dúvida ou se necessitar de mais informações é só deixar um comentário abaixo, terei o maior prazer em respondê-lo. Se preferir, pode entrar em contato comigo CLICANDO AQUI ou então é só enviar um e-mail para contato@wellsnaestrada.com.br.

Já me segue nas redes sociais?

Para acessar minha página do Instagram CLIQUE AQUI, ou então procure por @wellsnaestrada.

Para acessar minha página do Facebook CLIQUE AQUI, ou então procure por Wellsnaestrada.

Nossa loja de imagens

Para acessar nossa loja de fotos basta CLICAR AQUI, lá você encontrará várias opções de imagens para download ou para adquirir impressa, legal né?

Como conhecer as belezas das Dunas de Genipabu

Natal vista das dunas de genipabu
Natal vista das dunas de Genipabu – Natal, RN

O passeio de buggy pelas dunas de Genipabu é o mais famoso e procurado em Natal. É portanto imperdível e uma experiência maravilhosa que recomendo a todos. A saber, as dunas ficam a 25 km ao norte de Natal e são consideradas as mais altas do Brasil. 

buggy te busca no hotel e o passeio custa em média R$ 300,00, que pode ser dividido para até quatro pessoas. Além disso, o passeio pode ser contratado com várias empresas de turismo ou diretamente na recepção do seu hotel (os hotéis de Natal normalmente têm convênio com as empresas de turismo).

O passeio para as dunas de Genipabu

Antes do passeio começar, deve ser acertada com o “bugueiro” a modalidade do trajeto: com emoção ou sem emoção. A depender de sua escolha, o carrinho irá passar em altas velocidades pelas paredes de areia, transformando as dunas em uma espécie de montanha russa, ou então de uma maneira mais tranquila e suave, sem adrenalina. 

Além disso, antes de chegar ao parque propriamente dito, há a opção de parar no aquário de Natal para visitação, cuja entrada custa R$ 33,00 por pessoa. Escolhi, juntamente com meus companheiros de buggy, pular esta etapa do passeio e seguimos direto para as dunas.

buggy em genipabu
Passeio de buggy – Natal, RN

A paisagem do local é deslumbrante e existem diversas paradas ao longo do trajeto para tirar fotos em vários mirantes e também para experimentar os brinquedos “esquibunda” e “aerobunda”, assim como para fazer um passeio de dromedário pelas areias. O “esquibunda” é uma prancha utilizada para descer na duna e cair dentro de um dos lagos que se formam no parque. O “aerobunda” é uma espécie de tirolesa na qual se desce e se cai de bunda em uma outra lagoa de lá. Estas atividades são pagas a parte, custando em média R$ 13,00 por descida e recomendo que faça as duas. Ademais, o passeio de dromedário custa em média R$ 15,00.

dromedário
Dromedário em Genipabu – Natal, RN

Ainda, em um trecho do passeio é necessária fazer a travessia em uma balsa que custa R$ 20,00 por veículo e é paga pelos passageiros. Dessa forma, é necessário levar dinheiro em espécie, pois lá não são aceitos cartões de crédito.

Parada na lagoa de Genipabu

Além disso, há uma parada na lagoa de Genipabu para banho. Ficamos no local por cerca de uma hora e lá existem barracas que servem petiscos e bebidas aos visitantes. O almoço, porém, é feito em um dos restaurantes próximos ao parque, que servem comida caseira e frutos do mar.

A duração média do passeio é de aproximadamente seis horas. Uma dica extra é passar bastante protetor solar, pois além de o sol do Rio Grande do Norte ser bastante forte, as dunas refletem muitos raios solares, potencializando as queimaduras de pele.

mar visto das dunas
Mar visto das dunas de Genipabu – Natal, RN

Contato

Gostou dessas dicas do passeio para as dunas de Genipabu? Caso tenha qualquer dúvida ou se necessitar de mais informações é só deixar um comentário abaixo, terei o maior prazer em respondê-lo. Se preferir, pode entrar em contato comigo CLICANDO AQUI ou então é só enviar um e-mail para contato@wellsnaestrada.com.br.

Já me segue nas redes sociais?

Para acessar minha página do Instagram CLIQUE AQUI, ou então procure por @wellsnaestrada.

Para acessar minha página do Facebook CLIQUE AQUI, ou então procure por Wellsnaestrada.

Nossa loja de imagens

Para acessar nossa loja de fotos basta CLICAR AQUI, lá você encontrará várias opções de imagens para download ou para adquirir impressa, legal né?

O Maior cajueiro do mundo

maior cajueiro do mundo
Maior cajueiro do mundo – Parnamirim, RN

Localização e curiosidades

Localizado na praia de Pirangi, o maior cajueiro do mundo é inegavelmente uma floresta de uma árvore só. Portanto, devido a seu tamanho descomunal, tornou-se um importante ponto turístico da capital potiguar e entrou para o livro dos recordes (o Guiness Book) em 1994.

A árvore tem cerca de 8400 metros quadrados de área, produzindo anualmente entre 70 e 80 mil cajus por safra, que, a saber, equivalem a cerca de duas toneladas e meia da fruta (que equivale à produção de mais de 70 pés de caju em um único cajueiro!). 

História do maior cajueiro do mundo

Foi plantado em 1888 por um pescador de nome Luís de Oliveira, entretanto cresceu de forma descontrolada mesmo sem a aplicação de produtos químicos ou hormônios. Ademais, segundo cientistas que analisaram o cajueiro, este crescimento descomunal ocorreu (e ainda ocorre) devido a uma anomalia genética da planta.

A visita ao maior cajueiro do mundo

O interior da árvore pode ser visitado mediante o pagamento de uma taxa simbólica a fim de manter local conservado. Lá dentro foram construídas passarelas para que o visitante consiga caminhar pela imensidão de folhas e galhos da árvore. Caso visite no período da safra do caju, que a saber ocorre entre os meses de setembro e dezembro, é possível experimentar da fruta diretamente da fonte. Além disso, dentro do parque existe um mirante de onde é possível ver o cajueiro por cima. 

interior do cajueiro
Interior do maior cajueiro do mundo – Parnamirim, RN

Apesar de seu tamanho, o cajueiro poderia ser ainda maior, caso não houvessem impedimentos a seu crescimento. A princípio, o desenvolvimento da região onde está localizado fez que com que as autoridades implantassem um procedimento de poda de modo a evitar que a árvore invada as ruas e casas vizinhas.

interior do maio cajueiro
Maior cajueiro do mundo – Parnamirim, RN

Por fim, no local é possível encontrar algumas lojinhas de artesanato, onde é possível comprar também produtos feitos com as frutas do próprio cajueiro como sucos, geleias, entre outros.

Contato

Gostou dessas dicas de passeio para o maior cajueiro do mundo? Caso tenha qualquer dúvida ou se necessitar de mais informações é só deixar um comentário abaixo, terei o maior prazer em respondê-lo. Se preferir, pode entrar em contato comigo CLICANDO AQUI ou então é só enviar um e-mail para contato@wellsnaestrada.com.br.

Já me segue nas redes sociais?

Para acessar minha página do Instagram CLIQUE AQUI, ou então procure por @wellsnaestrada.

Para acessar minha página do Facebook CLIQUE AQUI, ou então procure por Wellsnaestrada.

Nossa loja de imagens

Para acessar nossa loja de fotos basta CLICAR AQUI, lá você encontrará várias opções de imagens para download ou para adquirir impressa, legal né?

Natal, a belíssima capital potiguar

A capital Potiguar vista das Dunas de Genipabu – Natal, RN

Curiosidades e História

Natal é a capital do estado do Rio Grande do Norte no nordeste brasileiro. É a segunda capital com a menor área, entretanto é a sexta em maior densidade populacional. 

A cidade foi fundada em 1599 e é detentora de diversos monumentos históricos, parques e pontos turísticos. Historicamente, teve grande importância durante a segunda guerra mundial, pois lá esteve localizada uma base americana de aviões. Ademais, é nas proximidades de Natal, na cidade de Parnamirim, que fica localizada a primeira base de lançamentos de foguetes da América Laitna (o Centro de Lançamentos da Barreira do Inferno).

Principais pontos turísticos

Começando pelos monumentos históricos, podemos destacar o Forte dos Reis Magos, o Palácio da Cultura (que abriga a pinacoteca do Rio Grande do Norte) e o Centro de Turismo e Artesanato de Natal. Primeiramente, o Forte dos Reis Magos foi o marco inicial da cidade e fica localizado na praia do Forte, podendo ser visitado mediante uma pequena taxa de entrada. Igualmente histórico, o Palácio da Cultura abriga um grande acervo de obras de arte e pode ser visitado gratuitamente. Por fim, o Centro de Turismo e Artesanato de Natal também pode ser visitado gratuitamente e lá você encontra diversas lojinhas de artesanato, sendo dessa forma o local ideal para comprar aquelas lembrancinhas de viagem.

Centro de Turismo
Centro de Turismo e Artesanato – Natal, RN

Sobre as praias, as principais da cidade de Natal são as de Ponta Negra, a praia dos Artistas e a praia do Forte. Além disso, existem praias nos municípios próximos que merecem sua atenção e são possíveis de ser conhecidas em um passeio “bate e volta” partindo de Natal, são elas as praias da Pipa, do Amor, de Pirangi (que também abriga o maior cajueiro do mundo), e praia de Maracajaú. Falaremos um pouco mais sobre cada uma delas no próximo tópico.

Além de ter praias lindas e construções históricas maravilhosas, Natal ainda possui o mais famoso parque de dunas do Brasil, as dunas de Genipabu, as quais podem ser conhecidas através de um passeio de buggy

Principais Praias de Natal e região

Ponta Negra

A praia de Ponta Negra abriga o cartão postal da cidade, o famoso morro do Careca, e além disso é a praia mais movimentada. É conhecida como a “Copacabana potiguar” devido ao grande movimento de moradores e turistas. Ademais, o mar é bem tranquilo e a estrutura é excelente, com bares e restaurantes. 

O Morro do Careca é uma duna de mais de cem metros de altura que fica ali localizada. Apesar de ser proibido subi-lo, é muito belo e rende várias fotos maravilhosas.

Morro do Careca Natal
Praia de Ponta Negra e Morro do Careca – Natal, RN

Praia dos Artistas

A praia dos Artistas fica localizada pertinho do centro de Natal e é também bastante movimentada e procurada. Além disso, possui uma ótima estrutura para seus visitantes, com bares e restaurantes, e tem águas bem claras. Por lá existem algumas pedras que exigem certo cuidado durante o mergulho para evitar acidentes. É lá também que fica localizada a maior feira de artesanatos de Natal, caso deseje comprar lembrancinhas.

Praia do Forte

A praia do Forte tem este nome por lá estar localizado o Forte dos Reis Magos, que é também o ponto onde a cidade de Natal se iniciou.  Assim como as outras praias, apresenta uma excelente estrutura ao turista. Aqui o mar não é tão tranquilo, o que exige mais cuidado, principalmente com as crianças. A dica é visitar a praia e aproveitar para conhecer um pouco mais sobre a história da cidade visitando o forte que é um museu.

Praia da Pipa

A praia da Pipa é uma das mais famosas do Rio Grande do Norte (se não for a mais famosa) e fica localizada no município de Tibau do Sul, no povoado da Pipa, a 85 km de Natal. 

A praia é belíssima, repleta de coqueiros e cercada por lindas falésias, inclusive para acessar a areia é necessário descer centenas de degraus pelos paredões rochosos. A recompensa então é encontrar um mar azul bem tranquilo para banho e uma estrutura primorosa com barracas de praia que servem um excelente almoço e bebidas na areia.

praia da pipa
Praia da Pipa – Tibau do Sul, RN

Fica a dica de visitar também o povoado de Pipa, que têm várias lojinhas de artesanato, bares e restaurantes bem legais, enquanto oferece várias opções de hospedagem (caso queira ficar mais tempo na região). 

Praia do Amor

Pertinho da praia da Pipa fica a praia do Amor que apresenta um mar bem mais agitado, portanto é muito procurada por surfistas. Ainda assim, existem pontos em que se formam piscinas naturais nas pedras, o que facilita o banho. Aqui o legal é ir até o topo das falésias com um passeio de trenzinho e admirar a beleza surreal da praia lá embaixo.

praia do amor
Praia do Amor – Tibau do Sul, RN

Praia de Pirangi

A praia de Pirangi fica no município de Parnamirim, a 26 km do centro de Natal. Aqui existe uma longa faixa de areia branca ao passo que o mar é bem tranquilo para banho. Novamente, a estrutura é maravilhosa, existindo restaurantes que servem uma grande variedade de pratos e bebidas.

praia de Pirangi
Praia de Pirangi – Parnamirim, RN

É aqui que fica localizado o maior cajueiro do mundo, que tem 8400 metros quadrados de área e pode ser visitado (CLIQUE AQUI para conferir esta experiência).

Praia de Maracajaú

Localizada em uma vila de pescadores no município de Maxaranguape, a cerca de 50 km de Natal, é considerada o Caribe do Rio Grande do Norte devido à beleza do local e suas águas transparentes. Além disso, de lá é possível fazer passeios de mergulho para conhecer os recifes de corais e nadar com várias espécies de peixes fantásticos.

Dunas de Genipabu

Um dos passeios mais conhecidos da capital potiguar, e foi o que mais gostei durante minha estadia por lá. O passeio é feito de buggy, tem a duração de um dia e é imperdível. Minha dica é pedir que seja “com emoção” (a menos que tenha medo de altas velocidades e manobras bruscas). CLIQUE AQUI para conhecer esta experiência.

dunas de genipabu
Dunas de Genipabu – Natal, RN

Contato

Gostou dessas dicas de Natal? Caso tenha qualquer dúvida ou se necessitar de mais informações é só deixar um comentário abaixo, terei o maior prazer em respondê-lo. Se preferir, pode entrar em contato comigo CLICANDO AQUI ou então é só enviar um e-mail para contato@wellsnaestrada.com.br.

Já me segue nas redes sociais?

Para acessar minha página do Instagram CLIQUE AQUI, ou então procure por @wellsnaestrada.

Para acessar minha página do Facebook CLIQUE AQUI, ou então procure por Wellsnaestrada.

Nossa loja de imagens

Para acessar nossa loja de fotos basta CLICAR AQUI, lá você encontrará várias opções de imagens para download ou para adquirir impressa, legal né?

João Pessoa, a capital paraibana

João Pessoa
Vista da Capital Paraibana – João Pessoa, PB

História e curiosidades

João Pessoa é conhecida como “porta do sol” devido ao fato de lá estar localizada a ponta do Seixas, o ponto mais oriental das Américas, sendo, dessa forma, o local onde o sol nasce primeiro no continente americano. A cidade mais verde do Brasil possui aproximadamente 800 mil habitantes e é muito limpa e organizada.

Ademais, sabia que João Pessoa é considerada pela organização International Living como uma das melhores cidades do mundo para se desfrutar a aposentadoria?

A capital paraibana foi funda da em 1585 com o nome de Cidade Real de Nossa Senhora das Neves. É considerada a terceira cidade mais antiga do Brasil, inegavelmente devido a sua riquíssima herança histórica, visto que possui um vasto patrimônio, similar ao de Olinda em Pernambuco.

Principais pontos turísticos de João Pessoa

Além de o estado da Paraíba ter praias lindíssimas, a cidade de João Pessoa também oferece ao turista diversas outras atrações que merecem ser consideradas em seu roteiro. É possível conhecer um pouco mais da história no centro da cidade ou desfrutar da noite paraibana, ou ainda visitar a famosa Ponta do Seixas. Acima de tudo isso, João Pessoa vai te surpreender com a beleza da cidade e das Praias próximas.

O centro histórico da cidade é repleto de construções do século 16. São cerca de 700 edificações e 37 hectares de área tombada, incluindo praças, ruas e parques históricos. É lá que fica a igreja da Ordem Terceira de São Francisco, que sobretudo funciona como um convento e tem uma forte influencia barroca. A visita é feita com guia e recomendo bastante a experiência.

Dentre as praias urbanas, as mais famosas são as de Tambaú, Cabo Verde e Bessa, as quais oferecem boa estrutura com boas barracas, bares e restaurantes. Porém, é nas praias mais afastadas da cidade que você encontrará paisagens deslumbrantes e rústicas, principalmente no litoral sul, conforme abordaremos nos parágrafos abaixo.

Nascer do sol João Pessoa
Nascer do sol em Tambaú – João Pessoa, PB

Principais Praias

É no litoral sul da Paraíba que ficam as praias mais belas. Dentre elas, as mais bonitas são as de Tabatinga, Coqueirinho e Tambaba.

Praia de Tabatinga

A praia de Tabatinga fica a aproximadamente 33 km da capital e tem uma beleza natural inegavelmente sensacional. As falésias cercam a faixa de areia e a água morna do mar proporo mar apresenta uma agua morna, deliciosa para banho. Além disso, o mar aqui é bem calmo pois a praia fica protegida por recifes. O ponto negativo é a falta de estrutura no local, visto que não há nenhum restaurante ou bar, mas isso torna a praia ainda mais bela em minha opinião.

praia de Tabatinga
Praia de Tabatinga – Conde, PB

A dica então é conhecer Tabatinga pela manhã e no horário do almoço ir para a praia do Coqueirinho que é próxima de lá.

Praia do Coqueirinho

Ao contrário de Tabatinga, Coqueirinho oferece uma estrutura completa ao turista. Existem vários bares e restaurantes na areia, o que a faz ser mais cheia também. A praia é igualmente bela e fica a apenas 3 km de Tabatinga. Da mesma forma que sua vizinha, existem falésias e é repleta de coqueiros, os quais fazem o visual do local ser de tirar o fôlego.

Praia do coqueirinho
Praia de Coqueirinho – Conde, PB

Praia de Tambaba

A praia de Tambaba fica a 39 km ao sul de João Pessoa, após a praia de Coqueirinho. Aqui há um detalhe que a torna bastante diferente das demais: só é permitido o acesso àqueles que tiram sua roupa por completo. Isso mesmo, a praia de Tambaba é uma praia de nudismo! Mas para a alegria daqueles que não curtem essa vibe, uma primeira parte da praia é “normal”, ou seja, não é permitido ficar nu.

Tambaba, assim como as outras duas praias que falamos, é bastante bela e possui falésias e piscinas naturais. Recomendo bastante a visita, ainda que apenas na parte menor na qual não é necessário ficar nu.

Pôr do Sol em Cabedelo

Quer apreciar um pôr do sol de tirar o fôlego ao som famoso Bolero de Ravel? Em Cabedelo, cidade vizinha a João Pessoa, este espetáculo ocorre todos os dias ao som do músico Jurandy do Sax, que faz sua performance a bordo de um barquinho a remo na orla fluvial do Jacaré. Para apreciar este espetáculo você o faz das margens do rio ou embarca em um dos catamarãs que saem do local. Além de admirar o pôr do sol, o catamarã passa pela orla com um narrador contando curiosidades sobre a praia e sobre o músico. A duração média do passeio é de noventa minutos.

Do mesmo modo, uma outra opção existente é alugar um stand up ali no local e apreciar o show do Jurandy e do sol de pertinho.

Vida noturna em João Pessoa

João Pessoa não é muito conhecida por ter uma vida noturna agitada, mas a orla de Tambaú é muito movimentada e tem várias opções de bares e restaurantes. Além disso, ir na Paraíba e não dançar forró é pecado, não concorda? E existem vários bares que são movidos a esse ritmo. Às segundas tem no Fellini, quinta feira tem no Forró PB e nas sextas e sábados o arrasta pé é no KS Bar. Recomendo que conheça pelo menos um desses durante sua estadia.

Hospedagem

Minha recomendação é que fique hospedado na orla de Tambaú e é neste local que fica o icônico hotel Tambaú. O hotel foi construído nas areias da praia e possui um formato arredondado que chama atenção de todos que passam por ali. Os quartos são confortáveis e espaçosos e o atendimento é primoroso. Ademais, uma dica é se hospedar em um apartamento com vista para o mar e acordar bem cedo para apreciar o nascer do sol.

Contato

Gostou dessas dicas de João Pessoa? Caso tenha qualquer dúvida ou se necessitar de mais informações é só deixar um comentário abaixo, terei o maior prazer em respondê-lo. Se preferir, pode entrar em contato comigo CLICANDO AQUI ou então é só enviar um e-mail para contato@wellsnaestrada.com.br.

Já me segue nas redes sociais?

Para acessar minha página do Instagram CLIQUE AQUI, ou então procure por @wellsnaestrada.

Para acessar minha página do Facebook CLIQUE AQUI, ou então procure por Wellsnaestrada.

Nossa loja de imagens

Para acessar nossa loja de fotos basta CLICAR AQUI, lá você encontrará várias opções de imagens para download ou para adquirir impressa, legal né?

Maceió, a capital alagoana

Orla de Pajuçara – Maceió, Alagoas

Curiosidades

Maceió é a capital do estado de Alagoas, o estado com a cor de mar mais bonita que já vi até hoje. Ao mesmo tempo que é um polo turístico, a cidade é a maior produtora brasileira de sal-gema e possui um setor industrial diversificado composto de indústrias químicas, açucareiras e de álcool, de cimento e alimentícias.

A cidade possui uma população de mais de 1 milhão de habitantes e é perfeita para quem busca descanso e curtir paisagens paradisíacas nas praias da região. A saber, tanto as praias urbanas quanto as mais afastadas irão surpreender pela beleza e cor das águas, que podem variar desde um verde claro até um azul turquesa.

Principais pontos turísticos de Maceió

Sem dúvida os pontos turísticos mais visitados em Maceió são as praias. Seja no litoral norte, no litoral sul ou na orla urbana, a beleza das praias alagoanas é inegável. Falaremos sobre as principais praias mais afastadas no próximo tópico.

Inegavelmente, as principais praias urbanas são as de de Jatiúca e Pajuçara. Jatiúca é famosa por disponibilizar uma boa infra-estrutura com ciclovia e calçadão para passeios, barracas de tapioca (que são uma delícia, recomendo muito experimentar), e barracas de praia. Por outro lado, Pajuçara é famosa pelos hotéis e por ser o ponto de partida das jangadas que vão para o ponto de observação de corais (um passeio sensacional que recomendo).

Mesmo que a atração principal seja o mar, a cidade também disponibiliza ao turista ligado em história um centro cultural forte. No centro da cidade temos a Catedral Metropolitana de Maceió e o Palácio Floriano Peixoto que podem ser conhecidos. Além disso, no museu Théo Brandão é possível conhecer sobre a história alagoana e ver obras de artistas locais em exposição.

Em terceiro lugar, para quem gosta de artesanatos e de lembrancinhas, boas opções para comprá-las são a feira de artesanato em Pajuçara, o pavilhão do artesanato (que também fica no bairro de Pajuçara) e o mercado central (o qual fica na região do centro da cidade).

Principais praias

Mar de Alagoas, próximo a Maceió

Assim como as praias de Jatiúca e Pajuçara, que já falamos, Maceió tem diversas outras que tenho certeza que você irá se encantar. Entre as principais estão a praia do Francês, praia do Gunga, praia de Barra de São Miguel, praia de Ipioca e praia do Marceneiro. Falaremos sobre cada uma delas a seguir.

Praia do Francês

Apesar de estar quase sempre lotada (principalmente nos finais de semana), a praia fornece uma infraestrutura excelente, com barracas e restaurantes na areia, além de muitos ambulantes. Para encontrar um local mais tranquilo e deserto é necessário caminhar um pouco se afastando do agito.

A beleza do local é inegável, com uma ampla faixa de coqueiros e um mar de cor verde surreal. É considerada uma das praias mais bonitas do Brasil. Por estar cercada com uma barreia de corais, durante a maré baixa formem-se piscinas naturais que são ideais para banho.

Praia do Gunga

A praia do Gunga é sem dúvida uma das mais belas de Alagoas e do Brasil. Primeiramente, a beleza do local começa às margens da rodovia de acesso, local onde há um mirante com uma vista de tirar o fôlego da praia e da enorme plantação de coqueiros que la existe (recomendo muito conhecer antes de descer para a praia).

Mirante do Gunga – Praia do Gunga, Alagoas

O mar tem águas azuis e é bem tranquilo para banho. Além disso, existe o encontro do mar com a lagoa do Roteiro, permitindo a possibilidade de tomar banho de água doce durante a maré baixa. A estrutura do local é excelente, oferecendo diversas opções de barracas de praia com cardápios variados e no local existem também diversos vendedores ambulantes.

Praia do Gunga – Alagoas

Praia de Barra de São Miguel

Assim como na praia do Francês, aqui também existe um abarreira de corais que faz com que se forme uma piscina natural durante a maré baixa. A diferença é que nessa o movimento e a lotação é bem menor, apesar de ter uma estrutura igualmente boa, com barracas de praia e vendedores ambulantes.

Praia de Ipioca

Passando para o litoral norte, a 20 km de Maceió fica a praia de Ipioca, um paraíso natural. Deserta e bem tranquila, o mar é praticamente sem ondas devido a presença de bancos de areia que formam piscinas naturais ideais para banho. Por ser uma praia deserta, a estrutura é mínima existindo no local um único restaurante na areia. É uma praia excelente para aproveitar a tranquilidade e admirar a natureza maravilhosa de lá.

Praia do Marceneiro

Um pouco mais afastada, também ao norte de Maceió, fica uma praia ainda mais deserta que a de Ipioca, e igualmente paradisíaca, que é a praia do Marceneiro. Fica a 90 km da capital, no município de Passo de Camaragibe, povoado do Marceneiro. Aqui não há praticamente nenhuma estrutura, apenas uns poucos ambulantes, mas mesmo assim recomendo conhecer pois o local é maravilhoso. O mar é verde clarinho de uma cor encantadora e a areia é bem branquinha.

Praia do Marceneiro – Passo de Camaragibe, Alagoas

Contato

Gostou dessas dicas de locais e praias em Maceió? Caso tenha qualquer dúvida ou se necessitar de mais informações é só deixar um comentário abaixo, terei o maior prazer em respondê-lo. Se preferir, pode entrar em contato comigo CLICANDO AQUI ou então é só enviar um e-mail para contato@wellsnaestrada.com.br.

Já me segue nas redes sociais?

Para acessar minha página do Instagram CLIQUE AQUI, ou então procure por @wellsnaestrada.

Para acessar minha página do Facebook CLIQUE AQUI, ou então procure por Wellsnaestrada.

Nossa loja de imagens

Para acessar nossa loja de fotos basta CLICAR AQUI, lá você encontrará várias opções de imagens para download ou para adquirir impressa, legal né?

Como conhecer a Foz do rio São Francisco

Foz do Rio São Francisco – Divisa Sergipe Alagoas

O Rio São Francisco é o segundo mais importante do Brasil ( perdendo apenas para o Amazonas) e certamente é o mais importante do Nordeste brasileiro. Sua importância é inegável para o desenvolvimento dos lugares onde passa, sendo utilizado para irrigação de terras, pescaria e turismo (principalmente na região dos cânions e da foz do Rio São Francisco).

O rio passa por cinco estados brasileiros e mais de 500 cidades. Ademais, sua foz fica exatamente na divisa entre os estados de Sergipe e Alagoas.

O passeio até a Foz do São Francisco

O passeio para a foz do São Francisco começa em Aracaju, embora seja possível (e creio que seja até mais comum) fazê-lo saindo de Maceió. Saímos bem cedo da capital sergipana em direção a Brejo Grande, uma pequena cidade no norte de Sergipe, localizada a cerca de 110 km de Aracaju. De lá, embarcamos em um catamarã para navegar pelas águas do rio até a sua foz.

Passeio de catamarã para a foz do São Francisco – Divisa Sergipe Alagoas

Desembarcamos em uma região de dunas no lado alagoano, local onde ficamos por pouco mais de uma hora para curtir a paisagem deslumbrante, tirar fotos e tomar aquele banho delicioso de rio e/ou de mar. Além disso, existem no local diversos vendedores de artesanatos, caso esteja pensando em comprar lembrancinhas para algum conhecido talvez encontre algo interessante por lá.

Parada nas dunas – Foz do São Francisco

Finalizado o tempo, retornamos então com o catamarã para a cidade de Brejo Grande, onde paramos em um restaurante para o almoço. Após encher o bucho com uma comida caseira deliciosa, retornamos a Aracaju, chegando no início da noite na cidade.

O passeio para a foz do rio São Francisco, embora não seja tão famoso quanto o passeio para seus cânions (CLIQUE AQUI para conferir o passeio para os cânions de Xingó), é tão bonito quanto. Recomendo bastante esta experiencia, tenho certeza que não irá se arrepender.

Contato

Gostou dessas dicas para o passeio para a foz do Rio São Francisco? Caso tenha qualquer dúvida ou se necessitar de mais informações é só deixar um comentário abaixo, terei o maior prazer em respondê-lo. Se preferir, pode entrar em contato comigo CLICANDO AQUI ou então é só enviar um e-mail para contato@wellsnaestrada.com.br.

Já me segue nas redes sociais?

Para acessar minha página do Instagram CLIQUE AQUI, ou então procure por @wellsnaestrada.

Para acessar minha página do Facebook CLIQUE AQUI, ou então procure por Wellsnaestrada.

Nossa loja de imagens

Para acessar nossa loja de fotos basta CLICAR AQUI, lá você encontrará várias opções de imagens para download ou para adquirir impressa, legal né?